terça-feira, 30 de novembro de 2010

Momentos...!!!

Ainda paira no meu espirito as emoções daquela dia ao entardecer,onde conheci Jorge Palma, assim a modos que sem querer,quando rumava  ao cais das colunas ,deixando-me mergulhar na visão,de todos o quererem conhecer. Caía a noite em escuridão serena,onde serena gente em passo apressado em direcção  à estação ao Rossio,depois de tão importante dia de expressão em comunhão,contra aqueles que nos querem tirar o pão.Ali bem perto decorria um concerto,na mitica praça do comércio, entre músicos e cantores,um deles o Camané,que cantava músicas tais,como se estivesse no calhabé, até!As horas passei, ouvindo música da boa onde  cintilavam as estrelas,entre elas João Gil,que assim simples e,sem demais se junta a tanta gente,a nós,a mim,fiquei de tal modo espantado, que apenas me deu para sorrir,gente boa, gente fina, mas sem peneiras de polir.E ali bem perto à conversa,Aida, senhora importante em cargo,simples no trato,sedutora  pela simpatia e cultura,é no teatro S. Luís que pela sua batuta dirige músicos e orquestra,não é maestro não,mas bem que poderia ser.A todos dirige por directora ser..Éexemplo de gente a seguir, pela simplicidade e carisma.E assim de repente passa também, Vergilio Castelo,que nos cumprimenta como se não houvesse castelo seu,pois da amurada desceu,tal um plebeu,esquecendo ser actor de nomeada, entre nós um copo bebeu,e também à conversa se meteu.É no teatro da vida, que percebemos enquanto elo,que amigos e amizade, é uma constante de braço dado.

...Foi um dia e tanto!


14 comentários:

OutrosEncantos disse...

Queres saber Victor?!...
Amei encontrar-te no meu espaço
Adorei entrar no "outro lado", onde normalmente se entra pé ante pé pelo receio do desconhecido
Depois..., ele não sabe, mas tenho uma relação de paixão com Jorge Palma, tenho-o por aí "noutros lados", uns em actividade outros não, a que não sei dizer adeus mas deixei em banho-maria por detestar "coisas" geladas e por muitas mágoas
Lembro-me de ti de outros tempos, em outros lados e da tua irreverencia e frontalidade...
... tenho-te visto em blog amigo e sorrio ao teu "sempre igual a ti mesmo"
E por fim..., fiquei invejosa deste teu encontro com gente simples e boa e pura...
Obrigada por teres decifrado o EU de mim, fiquei feliz
Beijo.

Valéria Sorohan disse...

Quem tem amigos, tem um tesouro.
Sua visita me honrou, suas palavras mais ainda.

BeijooO*

pekenasutopias disse...

Ihhhh... eu fico sempre sem saber o que dizer quando estou perante famosos... mas conheço o Camané! Já expus no Salão Paroquial numa noite em que ele cantou e encantou, em 2007! Claro está que ele não se lembra de mim, mas eu ainda me lembro dele! O Jorge Palma e os outros famosos é que nunca vi ao vivo... mas é gente das artes! É boa gente, de certeza! :)
Abraço grande!

Isa GT disse...

Prometi... cá estou e que sortudo!!!... eu gosto de Jorge Palma... mas não tive a mesma sorte ;)

Bjos

Fê-blue bird disse...

Sabes que gosto de Jorge Palma, mas nunca tive o privilégio de o conhecer pessoalmente.
A canção ainda é uma arma.
Foi realmente um grande dia!

Beijinhos amigos

Lala disse...

engraçado... há uns tempos conheci um famoso que fez de mim o "diário dos seus segredos". Um homem da televisão e do teatro que é muito mais do que as pessoas imaginam. É um prazer enorme ser amiga dele.
E ainda no mês passado conheci a nossa 1ª dama (sim ela mesmo!), aquando da sua visita à instituição onde vivi. Eu fui convidada para representar os ex-utentes e para ler um dos meus escritos... sabes? Eu tremia até à raiz dos cabelos... mas foi de tal forma emocionante que nem sei explicar... ela e a sua comitiva choraram ao ouvir-me ler... e eu, quando os vi pensei: O que é que se passa? Está tudo doido? Nesse dia a "famosa" fui eu! ;)

Beijinhos**

Anónimo disse...

A vida também nos proporciona momentos bons e marcantes.Se tiveste esse previlégio,é porque o mereceste,porque és boa companhia e de trato simples,assim como te referes à Dra.Aida.Parabéns por tudo isso.

B.A.

Maria José disse...

Victor. Existem momentos inesquecíveis, dignos de serem lembrados a vida toda. E acredite: nada acontece por acaso. Tudo tem uma razão de ser. Grande abraço e obrigada pela visita.

P.Moisão disse...

Partecipei nessa manifestação contra os tubarões do poder,que sem qualquer réstia de vergonha nos querem impor um estado calamitoso,onde só alguns saem a ganhar.Vítor,é bom para ti seres como és,dares a cara nestas coisas,e teres a recompensa merecida de conheceres alguns notáveis da nossa praça.Também gostaria de ter momentos assim!

beijinho

XR disse...

Vitor, foi desses convívios que a tua foto virou "intelectual" com óculos? ;)
Gosto das tuas visitas rápidas ao meu estaminé, gosto de me demorar no teu quiosque, tu sempre simpático, sempre comentando, eu muitas vezes preguiçosamente "mal-educada" ao não te deixar um cumprimento pela escrita cada vez mais desenvolta.

Gosto, Vitor, gosto de te ler por aqui a dar asas à imaginação, ao que te vai na alma, gosto de ler os retratos que fazes de pessoas e coisas como terás talvez aprendido com aquele nosso amigo que domina essas pinturas como ninguém.
Terás talvez crescido mais um pouco por dentro, Vitor, ter-te-ás soltado de amarras imaginárias que mostraram à luz do dia e aos olhos de outras pessoas a pessoa bonita que escondias dentro de ti e só mostravas aos que te eram próximos.
Pois essa pessoa bonita brilhou nesta ocasião, e tanto brilhou que outras estrelas atraiu e assim se ficaram em amigável convívio.

É bom ser-se "reconhecido", não é?
Acredito que tenhas gostado - e já agora, bem merecido ;)
Bjs

- disse...

Mano, os grandes só são grandes no dar...porque no resto são mais mortais e humanos que alguns de nós.
Tu és grande.
Abraço forte de irmão.

Anónimo disse...

Olá Vitor, conforme te disse, aqui estou a quscar,... e lida a tua exposição, foi sem dúvida um dia muito especial, quem me dera, ter tido tantas vibrações e insides num só momento de vida, quanto tu nêsse espectáculo, e claro, gente grande, é gente pequena,... por isso é grande, e os admiramos. Grande abraço.
Mário

J.Filipe disse...

Caríssimo Vitor,é de momentos destes que guardamos na arca das relíquias para mais tarde recordar, e utilizando uma frase comum, recordar é viver, e terás essa satisfação quando voltares a visionar daqui por uns tempos, este teu dia. Tem a ver contigo todos estes e outros merecidos momentos que nos mostras.

Abraço

Guida Palhota disse...

Parabéns pelo dia invulgar que viveste, proporcionado por esses artistas que não têm o rei na barriga. Para mais tarde recordar, claro!

um beijo