terça-feira, 16 de novembro de 2010

Mãe Ana

Nasceu de mãe Ana
Entre Ana’s cresceu
E aprendeu
Que também se chamava Ana

E num ápice o seu caminho escolheu
Sem pergunta alguma fazer
Que saudades tenho deus meu
Quando pequena, no lar e no lazer


Do medo à coragem
E até uma tatuagem em ombro teu
Quem diria tal abordagem
Num símbolo em desenho feito meu

Mãe Ana, doutra Ana que não tua
A quem veneras, mesmo à toa
Deixando mãe tua a descoberto e quase nua
Em pensamentos providos e despidos em áurea de lua

Também de flor tens nome, margarida de encantar
Por avó assim se chamar
De pai teu filho ser
Filha nossa, és a razão do nosso ser

12 comentários:

P.Moisão disse...

Sensibilidade,amor e muita paixão,é o que leio neste poema...e que bonitos estão nesse momento de lazer.Perfect family ;-)

Parabéns e beijinhos a tão destinta familia.

- disse...

Principio básico a familia.
E tantas Anas que ela contêm...nunca tinha pensado nisso!
Abraço Mano

Isa GT disse...

Vai ver o que escreve quando vierem netos, aí sim... até se derrete todo lol
Pelo menos, eu já ando derretida desde os 43 e uma década depois... vem mais para me derreter ;))

Bjos

acácia rubra disse...

Sempre a dar-nos textos lindos da sua gente linda!

Beijo

Anónimo disse...

Dificil,dificil é saber quais das Ana's é a mais linda.És um sortudo,rodeado de mulheres lindas,e de bonita família.

B.A.

Aleatoriamente disse...

Muito lindo Vitor.
Um poema esbanjando um laço de amor.
Então sejamos laços também na amizade.
Porque visita se podemos ser amigos?

Emtodo caso como queira, agradeço por sua visita.
Obrigada!

Beijinho.
Fernanda.

Fê-blue bird disse...

O amor sempre faz excelentes poesias, este post é exemplo disso ;-)

Beijinhos às Anas
Outro para ti

Maria Luisa Adães disse...

Sensível
frágil no sentir,
mas ainda são
uma bonita Família...

O resto, pertence ao Futuro
E o Futuro pertence a Deus!

Um abraço,

Maria Luísa

redjan disse...

Que bom uma Filha assim. Um Pai assim. Uma Mãe assim. Que sorte pela mulher que tens também. Um destes dias meto-me ao caminho e almoço com a família !

Vitor disse...

Red,por norma os amigos têm sempre a porta aberta,e se forem do benfas nem precisam de convite...faz-te ao caminho e,escolhe a ementa ;-)

manuel aldeias disse...

Um lindo e harmonioso poema de homenagem à familia.
Muito intenso e repleto de deliciosas palavras.
Manuel Aldeias

OutrosEncantos disse...

"Mãe Ana"... amei!
Há muito pouca gente pura por aí!
Espero poder usufruir do carinho por aqui e poder entrar sem ter que pedir licença, já que sou "lagarta"... rsss (desde que me lembro de ser gente), e desde já aviso que sou de ideias fixas ;)

Parabéns à família linda!!!
Beijos!