quarta-feira, 31 de março de 2010

Pobre coitado...!!!

…E  pensa que pode contar com ele, mas ele nada conta, apenas contando que se esconde onde pensa não existir. Entra porta dentro, sem bater, e muito menos avisar.Tráz conversas sem sentido, anda por ali à volta, pensando que pensa que foi apanhado. E foi mesmo. Fica surpreso por tal descuido.Desfaz-se em argumentos, assustado pelo facto de ter cometido um erro, um só pecado, coisa não normal nele, mas cometeu, e por ele perdeu tudo. Muitos anos, não em muitas vezes de encontros, mas os que foram, ficam para recordar. Um dia vai aprender, só que não se sabe quando, e calhando tarde demais, que espertezas que não só as suas, é o que há demais. Não precisava, precisando, porque tem uma necessidade de necessitar de si próprio, de se servir, servindo-se mesmo em copo sujo servido, bajulado e sujado por outros demais. Provoca dor sem a ter provocado, mas com ânsia de fugir do pecado agarrado nele, não tem como fugir, está estampado no rosto alterado, cansado assustado. No centro das atenções se esbateu, esgotou, qual lágrima seca rosto abaixo. Não bateu, entrou sem jeito e preceito, achando que tudo gira á sua volta. Mas não, tudo gira no mesmo sentido, único mesmo, não fosse o sol estar sempre em seu sítio, lá longe, quente, mas nem assim aquecendo a sua negra alma, que não bastando também ausente de espírito. Coitado. Vai nu, pensando que bem vestido, qual rei sem trono, pensando que bem sentado, na ilusão dos sentidos, sem sentir que já nada sente, apenas teme, temendo um dia já nada ter a temer E quando olhar à sua volta, já nada gira, e não girando cai em volta de si mesmo.

9 comentários:

T. da MATA disse...

Quem entra sem bater,tem o castigo merecido...pobre coitado.

Anónimo disse...

A quem te referes?
Quem tão mal fez para tanto sofrer?
Tu lá saberás.

B.A.

Anónimo disse...

Perdoai-lhes Senhor, não sabem o que fazem.Perdoa-lhe tu também.
Páscoa feliz, Vitor.

Beijinho

J.FILIPE disse...

Assim, sem dó nem piedade nesta quadra festiva?


Abraço

PizoLizo disse...

...Continua a ser um pobre coitado!
Mas não o seremos todos em alguma etapa da nossa vida?

Abraços e carinho para ti e familia do teu mano, com desejos de Páscoa Feliz!

P. Oliveira disse...

Sempre assim foi e sempre assim será"COLHES O QUE SEMEIAS".E já agora,nesta altura festiva de PAZ E AMOR já que ajoelhou tem que rezar.

continuando assim... disse...

estamos perto do final... se final houver.
o capítulo 18, é o último capítulo do livro
quem já leu o "Continuando assim...", sabe como termina o livro.
A todos vocês que têm andado por aqui pacientemente , lanço o desafio prometido .
Antes de publicar o último capítulo , gostava que me dissessem como gostariam de terminar esta história de Alice e André.
Podem publicar os "vossos finais" nos comentários ou mandar directamente para o mail
queirozteresam@gmail.com
Irei postar aqui todos os finais possíveis , todos os "vossos finais" :)
Estou quase certa que algum de vós encontra o final perfeito.
está lançado o desafio, para já espero as vossas respostas
um grande beijo a todos !!

Teresa

alfa disse...

Pobre coitado? a quem te referes? Parece-me que falas da Humanidade! por retratares muita gente ao mesmo tempo...Pobres coitados.

bjs

Vitor disse...

...Falo de alguém,de todos,e de ninguém!

beijos e abraços