sábado, 21 de novembro de 2009

Metáforas...ou não?



Andar sem limites, no horizonte o futuro
Não olhar para trás, com esperança no infinito
Ambicionar, sem ambição num melhor mundo


Luz da terra, brilha no ar
Usurpa o deus terráqueo, talvez por não amar
Incandescente a sua alma, entre a terra e o mar
Sábia na vida, na escrita quer atracar
Assim por diante, até um dia amarar


Viver a vida, com sofreguidão
Inconscientimente, um amigão
Ter tudo à mão, sem oração
O outro lado, como ambição
Racional, embora nem sempre com razão


Santo não será, mas o coração bate em explosão
Ama, e quer ser amado até á exaustão
Não renega quem lhe deu a mão
Tanta revolta sem razão
Oração em tempos fez, mas agora não
Semelhante ao seu deus, onde não encontra explicação


Jamais será de alguém
Assim se sente, e mantém
Nos céus as horas, que na terra entretém


Jurássico ou não, em moderno mais além
Assaz perspicaz, ermético também
Não enjeita querer ser mais que alguém

6 comentários:

redjan disse...

Tás bonito tás !!!

redjan disse...

Tricky initials ... ganda maluco !!!

alfa disse...

Compliquée initiale

Gostei bastante do teu post Jack.

De facto as "Palavras" são poderosas, porque encerram dentro delas o passado, o presente, o futuro, pedaços de histórias, formas e estados de vida, caracterizam personagens, desenham imagens aos nossos olhos... Obrigado, pelas duas estrofes que me dedicas e em que começas a desenhar o meu retrato:
Andar, Não Ambicionar...
Luz, Usurpa Incandescente, Sábia Assim...

...acabamos um dia por descobrir, quão importante é a pontuação e que com ela às vezes nos enganamos uns aos outros...

trick initials, no way.

alfa disse...

O sono e o cansaço da noite ou madrugada que já ia longa, fez-me perder o "y". Mas esta manhã, com mais clareza e depois de ler e reler o que tinha escrito, percebi que tinha perdido uma letra. Encontrei-a esta manhã. Tinha caído primeiro que eu de sono. Encostou a cabeça ao meu ombro e deixou-se dormir não tomando o seu lugar. Já sonhava... Hoje, também eu vou dormir mais cedo.
Bjs.

Vitor disse...

Alfa...Jan :Os amigos inspiram-nos...é o caso!

Maria João disse...

Belas metáforas... ou não? :))
Para mim serão sempre um tanto ou quanto herméticas, mas o Redjan e o Alfa chegaram lá, de certeza absoluta! Aqui, quando queremos comentar, aparecem-nos, em letras grandes, os outros comments...
Um abraço!