segunda-feira, 24 de outubro de 2011

POIS MUITO BEM...!!!

A inércia do pensamento
Aqui d’el-rei ao depoimento
A translúcida opinião do momento
A inexactidão do acabamento

Obra do destino em desatino
Oração a Deus temendo
Orgias em comunhão, ao tempo
Onde tudo vale ao destemido

Baixa os braços em desespero
Bramindo em desencanto
Banhando espadas no ventre
Bugiando em forte espanto

Um muito sabia d´outro
Um d´outro sabia muito
Um se quinou em devaneio
Um outro merecia o mesmo caminho






3 comentários:

acácia rubra disse...

E assim se fez História.

Beijo

Fê-blue bird disse...

Vitor apesar de tudo não gostei do desfecho nem de um nem de outro.
Um foi volência demais outro de menos
beijinhos

Anónimo disse...

E os restantes?não cabiam, no quadro?