sábado, 23 de outubro de 2010

A CAROLINA...DOS MARTINS

Os anos passam e, ficaste com muitos mais em menos de nada. O teu caminho seguiste e com rebeldia conseguiste, o que muitos previam uma vida triste de correrias, desencontros e confrontos, mas… de repente muitas alegrias, num passar de tempo em passo largo, e tão largo que num ápice te tornaste mãe, e ainda ontem brincavas às bebés e mamãs, sonhando um dia ser mãe. E tanto brincaste e, o gosto lhe tomaste que em momento de muita inspiração, a ti deste e aos avós também o brinquedo do vosso coração…A CAROLINA, pois então!

Pequenina, linda e frágil, mas tão ágil com um sorriso tal, que se percebe que nasceu em momento de muita oração, com amor e paixão fruto de uma bonita união.

Avô Martins, a Carolina força lhe deu, para enfrentar a vida e gosto por ela ter, que em tempos o fez descrer por infelicidade ter num dia que não pôde prever, mas agora sim, feliz por neta ter, e vê-la um dia e velhinho recordar, que valeu a pena tanto tempo esperar…quiçá até um dia no altar.

Avó Isabel, que um dia foi rainha em Portugal, por beleza ter sem igual, e assim por mérito ganhar o pedestal, agora ter em seu manto a beleza e o encanto, de um sonho sonhado por vezes em pranto, uma menina com nome de princesa…neta sua,A CAROLINA, sua alteza.

Taia Fernanda, que em sua caminhada solitária, por nunca seus afectos querer partilhar, com cara-metade que fosse mesmo belo e cortez, teve agora o presente de também “mãe”ser, mesmo que no faz de conta de o ser…sabe-se lá se um dia não pensou ser…mas que importa…A CAROLINA tudo faz esquecer.

Tito tio, diminuitivo cá dos meus, e de seu pai também, e que pai vai ser também, todo babado anda por em sua família ter, uma linda menina, quiçá os olhos do seu ser…A CAROLINA, só podia ser.

BERNARDO e LURDES orgulhosos hão-de estar lá no céu, em seu cantinho partilhado e nunca em separado, e felizes pela certa, que mesmo tão longe, vão estar sempre em alerta e, de olhos  nela…A CAROLINA, sua bisneta.


…E assim mais cresceu a família dos Martins, por doce CAROLINA terem, qual encanto de petiz.

40 comentários:

Vitor disse...

Pois é Vanda Isabel,quem diria que um dia também tu,o caminho de mãe haverias de seguir ;-)

Muitos parabéns...e que uma partilha de felicidade com a CAROLINA,tenhas em caminho teu!

beijinhos

P.Moisão disse...

Continuas a enaltecer todos os que te são queridos. Creio mesmo que tens uma ávida necessidade de o fazeres...e Carolina, em sua inocência, já é parte desta tua forma de demonstrar afectos.

Beijinhos

acácia rubra disse...

Parabéns à família Martins e tudo o que melhor houver para a Carolina.

Beijo

Vitor disse...

Obrigado Acácia,em nome dos Martins,também família minha...com a Carolina no centro das atênções ;-)

Bj*

Vitor disse...

P.Moisão,a Carolina é nome de minha mãe e agora também de prima minha,que prima por ela também ser filha de uma boa mãe.

Bj*

Lala disse...

uma criança traz sempre uma lufada de ar fresco quando chega!! E tu sempre tão carinhoso com os teus!
Parabéns à família Martins e muitas felicidades à pequena Carolina (a minha filha também é Carolina... personalidades fortes... muito fortes :P)

Vitor disse...

Lala,Pois é mesmo,as Carolinas são de uma imensidão,desde mães até ás netas,só temos mesmo é de lhes agarrar a mão,para que sintam nosso coração,no pulsar de tanta emoção.

bj*

Juci Barros disse...

È fascinate como escreve, e mesmo nos comentários deixas um estilo.
Beijos.

Maria Luisa Adães disse...

Vitor

As homenagens aos teus familiares
são belas,
românticas,
nostálgicas,
quentes e ternas.

Que bom para eles
terem alguém assim...

Os vivos continuam vivos,
não há mortes,
enquanto os lembrares assim...

Com ternura,

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Vitor

Eu falei em família nesse dizer,
me esqueci de amigos
que também deve ter!...

M. Luísa

Anónimo disse...

Mais uma catedra de texto.A famíla Martins,deve estar muito orgulhosa da sua Carolina,mas também de ti,que empregas uma alma de ,em cada frase que alinhas.

B.A.

Vitor disse...

Juci,obrigado!Realmente gosto de escrever assim...mas são as Carolinas,Minha mãe e,agora a noviça prima...Margarida,minha filha...Anas,minha esposa e sua mãe, etc,que me dão a inspiração para de quando em vez escrever alguma coisa que jeito tenha.

Bj*

Vitor disse...

Maria Luisa,a família e amigos vão-me dando razões para que tal aconteça...o que é bom!

Bj*

Vitor disse...

B.A.vou fazendo por isso ;-)...obrigado!

J. Filipe disse...

Vítor,também estou perto desse maravilhoso milagre de ser avô,e como dizem os mais antigos,voltando a ser pai novamente.A vossa Carolina está em boas "mãos" pelo que vejo.Que tenha um futuro risonho.

Parabéns a toda a famíla.

Abraço

pekenasutopias disse...

Carolina, A Desejada!!! :)
E que bom é, nascer-se assim, no meio de gente que nos quer tanto!
Um beijinho meu para essa pequena Carolina! :)
Abraço grande!

Vitor disse...

J.Filipe,que a tua felicidade seja de igual modo como a que se vive com o nascimento da Carolina.
Parabéns então,por estares perto do doce "envelhecimento"de voltares a ser "pai" ;-))

Abraço

Vitor disse...

Maria João, a Carolina foi mesmo a desejada e, quanta alegria trouxe aquela casa, que por vezes nem tanta é assim, por a vida madrasta ser em tempos idos e recentes...mas a Carolina tudo mudou…é o ai Jesus de todos nós, trazendo uma imensa alegria e rejuvenescimento na família Martins...obrigado pelas sua palavras.

Bj*

Família Martins disse...

Vitor,
foi com muita alegria e lágrimas que lemos o post que escreveste à pequena Carolina.

Um bem haja pelas tuas palavras, de toda a família Martins

Vitor disse...

Vanda, lembrar-me eu o contentamento que me aflorava na alma quando pelo natal, em casa dos teus pais ficava e, olhar para aquela panóplia de troféus que o grande “Garoupa”amealhou na sua curta mas grandiosa carreira…era um delírio para mim, estar ali tão perto de tão grande figura do Benfica e da selecção nacional…o infortúnio bateu-lhe à porta cedo demais, se é que o mesmo alguma vez teria o direito de lhe fazer o que fez, mas o destino não escolhe gente nem hora.
Foi, e continua a ser um bravo lutador, mas não o seria tanto pela certa, se não vos tivesse por perto.
Tua mãe será eterna na memória de todos nós, pelo que tem feito pelo Vítor Martins. É o suporte de sua vida…agora não tanto, pela simples razão que a Carolina é a “vida”do Vítor.
Os teus avós, grandiosos foram em todo o amor e carinho que empregaram em prol da família. Estão em paz, olhando-vos lá do alto…hão-de estar felicíssimos.
A tua taia Fernanda é um hino ao estoicismo de lutar contra todas as adversidades, mas sabendo que um dia quando Deus a levar, vai feliz e contente por nobre missão ter cumprido, mas já completamente reconhecida por todos nós.Uma mulher à séria.
O grande Tito, com toda a sua simpatia contagiantes uma daquelas “malhas”com quem se gosta de estar e, gostar…Quando a Carolina brincar, há-de ter nele seu brinquedo preferido

…E um dia Vanda, quando a Carolina souber contar até três, conta-lhe toda esta história de família, e sentirás que valeu a pena todo este percurso e, serás uma mãe ainda mais realizada.

Beijinhos a todos…e um especial à Carolina, obviamente.

Silvino Louro disse...

Conheci o Vítor Martins aquando da minha passagem pelos juniores do Benfica. Eu e ele tentávamos uma carreira de sucesso que nos garantisse um futuro risonho para as nossas famílias e porque o futebol era a nossa paixão.Foi, um dos melhores jogadores da sua geração,e se a infelicidade não o perseguisse,teria sido o melhor centro campista de sempre. Acabou abruptamente a sua carreira.
Teve herdeiros, e fazendo fé da alegria em torno do nascimento da Carolina, o Vítor só pode estar com muita felicidade. Também há momentos bons na vida, não é Garoupa?

Abraço de saudade, e toda a sorte do mundo para ti e família, com destaque para a tua neta.

Vitor disse...

...Louro, e se eu te conheci também. Tentava imitar-te sonhar um dia ser como tu.O Benfica tem um guarda-redes que para o basket dava jeito, tu com metade da altura, eras duas vezes melhor, assim como o Vítor na sua pequena estatura, mas a destilar futebol por todos os poros. E o jeito não era só para o futebol. Teve dois maravilhosos filhos, dos quais, a Vanda lhe deu uma maravilhosa neta, a Carolina. Que o sucesso na vida lhe sorria, quanto o avô em mestria a jogar futebol.

Abraço

Luis Baptista disse...

um hino à criança é feito assim, cheio de brincadeira entre as palavras.
um abraço.

Vitor disse...

Obrigado Luís…quem mais nos poderá inspirar a brincar com as palavras, que uma criança…e se esta é especial!

Abraço

alfa disse...

É bonito ver-te expressar os sentimentos por quem gostas Vitor, é muito bom ser-se assim...bjinhos, que a vida te retribua tudo o que dás...

Vitor disse...

Obrigado Ana,e fazendo das tuas as minhas palavras,tudo de bom para ti também...a Carolina um dia quando começar a soletrar,ficará feliz por tanto carinho ver em torno do seu nascimento,e de tantas e tão boas gentes lhe terem dado as boas vinda a este nosso mundo.

Bj*

P. Bogalho disse...

Neste encanto de texto que encontro o que o mundo deveria ter, alegria e amor.
Parabéns à Carolina e família.
E a ti Vítor, muita admiração e porque não dizê-lo espanto do que consegues transmitir através das palavras.

Beijinho

Vitor disse...

P.Bogalho, obrigado…mas as tua palavras vão direitinhas para a Carolina, pois a princesa é a “actriz”principal! ;-)

Bj*

Maria José disse...

Muito lindo o que escreveu. Emocionante. Parabéns por sua sensibilidade de poeta. Grande abraço.

Isa GT disse...

E é pelas Carolinas e petizes deste Portugal que ando cada vez mais preocupada, porque o hoje está a estragar muitos dos amanhãs das nossas crianças e amanhã... é já a seguir a hoje.

Bjos

Vitor disse...

Maria José, as crianças por vezes levam-nos a escrever coisas que nem pensamos ser capazes…não sei se é poesia, mas tenho a certeza que foi escrito com muito carinho, mas se tal pensa, a Carolina o merece!

Bj*

Vitor disse...

Isa, preocupações legítimas mas a Carolina muito feliz há-de ser, pois tem uma família com muito querer, e ela a petiz, tudo fará para a merecer.

Bj*

continuando assim... disse...

parabéns ...aos Martins ::))

bj
teresa

Vitor disse...

Teresa, os Martins agradecem…e eu também :-)))

Bj*

Guida Palhota disse...

Parabéns a todos os que vão amar a Carolina. Amem-na o suficiente para lhe ensinarem o certo e o errado, os caminhos bons e os menos adequados, não esquecendo de incluir no pacote, a seu tempo, a consciencialização do seu livre arbítrio.

Boa sorte na tarefa de educar esse novo ser, que bem vindo seja a este mundo

Vitor disse...

Guida, palavras sábias as tuas…A Carolina e nós também por certo iremos ter isso em conta no seu percurso de vida. E também tu és um testemunho de raça e querer, para que a vida nos traga coisas boas, muito mais que as más…!!!
Obrigado pelas tuas palavras.

Bj*

Fê-blue bird disse...

Amigo:
Um homem que respeita, preserva e ama assim os seus familiares, só merece o meu apreço e a minha amizade.
Parabéns pela maravilhosa família que tem.
Parabéns à bela princesinha.

beijinhos

Vitor disse...

Obrigado Fê, a Carolina há-de um dia gostar de ler todos estes comentários, e sentir todo este carinho à sua volta, e por certo ficará fã da blogosfera…sabendo que a família Martins está super feliz com o nascimento da sua bebé, obviamente mais ficarão com toda esta manifestação de ternura…por eles o meus sinceros agradecimentos.

Bj*

Maria Luisa Adães disse...

Felicidades a essa família que viu
seus sonhos realizados.

Muitos não chegam a ter sonhos e
nada concretizam numa vida que de vida, tem apena o nome.

Mas essa família merece os Parabéns

Beijos,

Mª. Luísa

Vitor disse...

Pois...é verdade,Maria Adães,mas a vida da Carolina será pela certa recheada de coisas boas.

Obrigado pelas palavras!

Bj*