domingo, 8 de agosto de 2010

Maria...!!!

... Em sonho de menina, esperança não perdida de um dia, talvez um dia lá longe no horizonte, acalentar que também ela será estrela não polar, nem tão pouco do sistema solar, mas tão-somente protagonizar uma ambição de criança e, vedeta se tornar. Na verdura dos seus tão poucos anos, mas crescida em consciência de pedir meças a quem há muito por cá anda a calcorrear, fez-se ao caminho que de fácil nada tinha.  Sinuoso como a boça do rei do deserto, teria que percorrer como as sandálias que calçava, quão tortuoso o seu andar fazia, mas Maria qual mulher de nunca ceder, em busca de ganhar e de nada ter a perder, caminhava pela estrada, da vida que a levaria ao sonho sonhado, em tantas horas de o firmamento olhar, e bem lá no infinito uma estrela avistar e pensar: está longe, tão longe que não a consigo alcançar, mas tão perto que a consigo avistar, e mais ainda pensou: o meu sonho certamente mais perto estará, muito mais que a estrela que no firmamento firme se mantinha para delícia de quem a queria olhar. E um dia não a estrela mas o meu sonho hei-de alcançar, nem que doutras sandálias tenha que trocar até mesmo palmilhar com muito dor de andar quando o papa léguas das areias se cansar por tantos ventos apanhar no deserto a silvar,fazendo-lhe frente no avançar. Maria a volta ao mundo deu, já sem sandálias, por gastas de tanto andar, e já poucas esperanças acalentar de o seu sonho se concretizar, mas, e há sempre um mas, nesta e noutras histórias de quem por aqui anda a contar, o seu dia haveria de chegar, não mais um entre tantos de tanto sofrimento, mas um feliz dia haveria de alcançar e de mão beijada lho deram a agarrar. A felicidade foi tanta que na euforia de gritar, o tal dia que tanto lhe custou a ganhar esfumou-se em menos de nada, assustado o dia que não estava preparado para a Maria felicidade lhe dar…ou seria a Maria que talhada estava para sofrer até cansar, e mais nada lhe restar que se resignar, e continuar a volta ao mundo dar, a estrela lá longe a olhar, e a felicidade ser para quem nada fez para a alcançar? Seria?...Talvez,Maria!

7 comentários:

pekenasutopias disse...

Ha, talvez o sonho da Maria não fosse assim tão imediato... talvez ela soubesse que o sonho se vive no trabalho e no dia a dia... talvez...
Belo texto. Abraço grande, Vítor!

Anónimo disse...

As Marias deste mundo todas têm um sonho...a tua tinha o seu,que deixou fugir,ou talvez não!Era o destino dela que estava traçado.

B.A.

Isa GT disse...

Sou Maria, não me importava nada de virar estrela no céu, Mas não tenho pressa nenhuma ;))

Bjos

- disse...

Existem realmente muitas Marias, mas essa parece-me especial
Abraço de mano

P. Moisão disse...

Em todas nós,há uma Maria!Gostei da tua.

Beijinho

Juci Barros disse...

Sonhar já é estar em contato com a felicidade, assim também sou Maria...e quem não o é?
Beijos.

Vitor disse...

Pois...as Marias deste mundo!